Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2012

SOBRE A INTERNAÇÃO COMPULSÓRIA

Estou mais uma vez às voltas com esse assunto. Tenho procurado ler sobre o tema, pois, familiares de adictos de baixíssima renda, tem procurado a Defensoria Pública pedindo orientação. O que fazer com o parente viciado que já vendeu todos os móveis da casa? Apesar de ser favorável a internação compulsória de dependentes químicos que causam prejuízos e expõem a perigo a vida de seus familiares, há firme posição contrária do Conselho Federal de Psicologia, a qual não podemos ignorar. Li o artigo abaixo e resolvi postar.

XUXA FALA SOBRE ABUSO SEXUAL QUE TERIA SOFRIDO

Imagem
É gente eu também assisti. O meu interesse inicial foi saber mais sobre o relacionamento dela com Airton Senna, mas aos poucos, um assunto foi puxando outro e aí veio a revelação que encheu meus olhos de lágrimas: Xuxa Meneghel foi abusada na infância. 
A apresentadora em entrevista ao Fantástico, neste domingo (20) se emocionou ao lembrar da violência que sofreu até os 13 anos, por alguns homens (melhor amigo do pai, um sujeito que casaria com sua avó e até um professor) e apontou este como um dos principais motivos de hoje apoiar o combate ao abuso sexual infantil. 
Corajosa! Esta é mais uma das qualidades que se acresce ao currículo da artista. Quem sofre abuso sabe o quanto é difícil e dolorido falar sobre o fato. Crianças que são abusadas (castigo físicos, bulinadas ou humilhadas) podem desenvolver uma doença de comportamento, a codependência, e terem dificuldade de manter relacionamentos saudáveis na fase adulta. 
Julgar as pessoas (como fizeram alguns internautas em relação à …

O STJ reconheceu o cuidado como um valor jurídico

Imagem
Os pais podem abandonar os filhos?  Qual a consequência desse ato na esfera civil para os genitores?  A criança sofre dano moral por terem sido abandonada?  São alguns dos assuntos tratados pela minha amiga Ana Lúcia Ricarte nesse belíssimo artigo. Confira!


O Tribunal Superior condenou um pai a pagar uma indenização de R$ 200 mil reais por abandono de sua filha e esta decisão já vem sendo esperada pelos operadores do direito na área de família há alguns anos, pois algumas decisões de renomados Tribunais brasileiros já haviam decidido neste sentido. E este ano, finalmente, o tema teve um desfecho de grande relevância social. A relatora do processo foi a Ministra Nancy Andrighi que, com muita propriedade, decidiu no sentido de que ‘Amar é faculdade, cuidar é dever‘. As relações familiares têm proteção  constitucional e legal, sendo que o cuidado há muito tempo vem sendo tratado pelo direito de família como um valor jurídico. Segundo a ministra este valor é apreciável e com repercussão …