Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2011

27 de Outubro - Dia Mundial de Oração pela Paz

Imagem
Senhor da paz,
ensina-nos o sentido da paz.
Nosso olhar estreito ainda acredita
na paz como sinônimo de tranqüilidade,
de sossego, de isolamento.

E teu Filho, o príncipe da paz,
quando falou de paz,
ensinou um dinamismo de vida
que exige justiça, verdade,
dignidade, solidariedade, quando não
profetismo, denúncia, entrega.

A tua paz, Senhor, não nos deixa
quietos, parados, omissos...

A tua paz, Senhor,
preenche a lacuna dos dias de rotina,
atravessa as fronteiras hostis,
bate à porta dos esquecidos,
desinstala o poder e os iludidos pelo poder.

A tua paz, Senhor,
grita no altos cumes e nos desertos,
também nas metrópoles,
nos campos de refugiados, nas trincheiras
que não envelhecem, nos morros,
em toda parte, em todos os cantos.

A tua paz, Senhor,
é referência e promessa,
é esperança, porvir,
mas também presença, consolo, conforto.

Senhor, dá-nos a tua paz,
fazendo de nós filhos da paz, gente paz,
defensores da paz. Entre nós e no mundo.
Por Cristo Jesus, teu Filho e doador de to…

I SEMINÁRIO ACADÊMICO SOBRE CRACK E DROGAS: UMA DISCUSSÃO NECESSÁRIA

Imagem
LOCAL: TEATRO DA UFMT
Dia 24/10/2011 - Segunda-feira
19:00 - Inscrições
20:00 - Composição da Mesa
20:30 - Palestra de Abertura ‘‘POLÍTICA NACIONAL SOBRE DROGAS’’ Palestrante: Representante da Secretaria Nacional sobre Drogas (Senad)
Coordenador: Prof. Dr. Naldson Ramos da Costa (Núcleo Interinstitucional de Estudos da Violência e da Cidadania da UFMT)
21:30 - Debate
22:00 - Encerramento

Dia 25/10/2011 - Terça-feira
08:00 - 09:15 - “Política de Saúde: Assistência e Formação de Recursos Humanos em Crack, Álcool e Drogas”
Palestrante - Dr. Gabriel Novis Neves (fundador e membro da Academia de Medicina de Mato Grosso, reitor-fundador da UFMT).
Coordenador: Prof. Dr. Naldson Ramos da Costa (Núcleo Interinstitucional de Estudos da Violência e da Cidadania da UFMT)
09:45 - 10:00 - intervalo
10:00 - 11:00 Mesa-redonda
“Experiência de tratamento para uso de crack e outras drogas em Mato Grosso”
Palestrantes: Prof. Dr. Zanizor Rodrigues da Silva (médico psiquiatra, FM/UFMT)

Ms. Soraya Miter Simon (Ciaps Adau…

Cuiabá - MT abre inscrições para a 2ª Conferência Regional de Políticas Públicas e Direitos Humanos de LGBT da Baixada Cuiabana.

Convidamos a todos e todas para participar da IIª Conferência Regional de Políticas Públicas e Direitos Humanos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros – LGBT da Baixada Cuiabana, que será realizada em 18/10/2011, no Auditório da Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso - SEDUC/MT, das 8h00 às 19h.
Lembramos que a Organização desta Conferência é uma iniciativa conjunta da Coordenadoria Estadual da ABGLT em Mato Grosso - CEABGLTMT, através do Grupo Afro-Descendente de Livre Orientação Sexual/GRADELOS "TEREZA DE BENGUELA" - MT, em parceria com a Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso - SEDUC/MT, e o Centro de Referência em Direitos Humanos LGBT da SEJUDH/MT.
Maiores informações: Fone: (65) 9909-6694, Falar com Leonardo Henrique. E-mail: 2conlgbtcuiabana@gmail.com

A Co-Dependência, Amor ou Maldição?

Meus amigos(as) este texto é muito interessante. Já li vários livros sobre o assunto e cada vez mais me convenço que nossos relacionamentos (afetivos, profissionais, familiares) são baseados no binômio: dominação e submissão, ou seja, o controle sobre o outro. Deixe sua opinião!
Por Rui Ferreira Nunes | Janeiro 21, 2009 A entrega incondicional na relação amorosa desde há muito que se tornou um arquétipo universal, cantado pelos poetas, empolado nos romances e ilustrado no cinema ou no teatro em cenas dramáticas que nos comovem a todos, tal é o nosso desejo de sermos assolados por um  sentimento amoroso tão avassalador. Na realidade, a entrega sem limites ao outro tem consequências nefastas para o próprio e revela diversas fragilidades justificadas pela intensidade do sentimento amoroso. Gradualmente a pessoa anula-se na relação para poder servir os interesses da pessoa amada, funde-se com ela chegando mesmo a perder a sua própria identidade, enquanto reclama não sentir da outr…